Mundo dos Viajantes

Chichén Itzá – Uma das Sete Maravilhas da atualidade

Em nossa viagem pelo México não poderíamos ir embora sem antes conhecer esse famoso lugar que em 2007 foi considerado uma das novas Sete Maravilhas do Mundo. Como alugamos carro, acordamos bem cedo para ir a Chichén Itzá, uma vez que nesse mesmo dia visitamos também Cobá (em breve post no blog), outra grande cidade pré-colombiana em ruínas da civilização Maia. Vocês devem estar se perguntando, foi cansativo? Sim, foi cansativo mas valeu muito a pena as horas dirigidas.

Muitas empresas de turismo que partem de Cancun ou Playa Del Carmen gastam o dia inteiro para visitar apenas Chichén Itzá, então por conta própria ganhamos algumas horas uma vez que você pudemos  otimizar nosso tempo. Nós  gastamos um pouco menos de 3 horas para fazer o tour, ou seja,  meio dia lá.

Apesar de receosos por estarmos viajando sem GPS foi super fácil chegar a Chichen Itzá, só tivemos ajuda para chegar a Cobá,  o povo mexicano é super prestativo e nos ajudou com algumas informações.

Chichén Itzá

Foi uma grande cidade pré-colombiana construída pela civilização Maia. O sítio arqueológico está localizado no Estado de Yucatán possuindo cerca de 15km². Ela foi centro cultural e a cidade mais importante de Yucátan na época. Chichén Itzá é um dos sítios arqueológicos mais visitados no México atraindo milhões de turistas a cada ano. Essa popularidade foi adquirida graças a sua eleição como uma das novas Sete Maravilhas do Mundo.

 

O Tour

Fonte: google imagem

Chegamos por volta das 9h em Chichén Itzá, essa foi uma das vantagens de ir de carro para lá. Outra grande vantagem é que não pegamos fila na bilheteria e o estacionamento ainda estava vazio. Por volta das 11hs (horário que já estávamos terminando o tour) os ônibus de turismo começaram a chegar e o local ficou lotado. Mas a maior  vantagem foi poder  tirar fotos do local sem muitos turistas por perto, veja eu ali de braços abertos todo feliz com o Templo só pra mim.

Por outro lado na foto de casal, não tivemos tanta sorte rs, mas faz parte.

Ao passar  pela bilheteria caminhamos alguns metros e já estávamos de cara com o imponente símbolo de Chichén Itzá, o Templo de Kukulcán. Ele se encontra no centro de Chichén Itzá, possui  30 metros de altura, sendo 26 metros de base (onde se localiza as escadarias) mais 4 metros do Templo que se encontra no topo. Cada lado da pirâmide possui uma escadaria de 91 degraus.

Antigamente era permitido a subida até o topo, atualmente  foi proibida para preservar suas ruínas.

Curiosidade: O templo de Kukulcán conta com quatro escadarias, cada uma delas tem 91 degraus, desta forma somam 364, que somadas ao patamar do topo, comum as quatro escadas, dá um total 365 degraus que representam 365 dias do calendário Maia.

Além do Templo de Kukulcán existem outros templos no local como por exemplo, o Templo dos Guerreiros e suas fileiras com 1000 colunas e o Observatório El Caracol. Os Maias na época tinham  mais conhecimentos de astronomia que os europeus.

Adoramos nossa visita a Chichén Itzá exploramos todo o local. Foi muito bom conhecer e sentir  toda a energia e cultura da civilização Maia. Nos sentimos num filme do Indiana Jones rs. Se você está  planejando uma viagem para Cancun ou Playa Del Carmen  reserve pelo menos 1 dia para esse passeio incrível e imperdível para todo o viajante.

Dicas:  Caso queira levar lembranças do México compre dentro do Sítio Arqueológico, existem milhares de pontos de venda de artesanato. Além de conter mais variedades de produtos, são mais bonitos e você pode pechinchar rs. Conseguimos descontos bastante generosos de até 40%, se você saí andando o preço vai diminuindo rs. Lembrando de levar dinheiro pois os comerciantes não aceitam cartões.

Como Chichén Itzá não possui lugares de sombra aconselhamos levar água, protetor solar e chapéu.  No dia que visitamos estava parcialmente nublado,  mesmo assim muito quente e abafado, pois não havia vento.  O Chichén Itzá também possui uma boa estrutura de lanchonetes e banheiro que são localizados do lado de fora do Sitio.

Como chegar:

Para chegar a Chichén Itzá é muito fácil, porém cansativo se você estiver em Cancun, em breve faremos um post sobre alguns erros cometidos na escolha de nossa base nessa viagem. Como alugamos carro para essa viagem acordamos cedo e pegamos a rodovia 180D. Ela é uma rodovia com uma modesta sinalização e muito semelhante as estradas dos EUA sendo 99,99% de retas em quase todo o trajeto, o que fez a Tati dormir (ela sempre dorme) e eu acelerar rs, mas por ser deserta aconselhamos evitá-la à noite. Levamos aproximadamente 1h40min.  para chegar ( há 1 pedágio durante esse trecho). Importante também abastecer o carro antes da viagem e  levar alguns lanches, pois essa rodovia não possuí postos de gasolina e nem pontos para alimentação.

Outro meio de se chegar é através das empresas de turismo que fornecem o passeio que duram o dia todo. Por isso separe um dia para  visitar Chichén Itzá se não estiver de carro.

Algumas Informações importantes

 

Horário de Funcionamento:

Todos os dias 8h – 16h:30m

Entrada: $ 59 pesos Adulto e $40 pesos crianças

Passeio guiado: Sob consulta no local

Valor do Pedágio Rodovia 180D: $276 pesos (Ref. ano 2016)

 

Posts relacionados