Mundo dos Viajantes

The Art Of the Brick – criativa e reflexiva exposição com peças de Lego!

Confessamos, que apesar de nascidos e moradores do Rio nunca havíamos ido antes ao Museu Histórico Nacional até sermos atraídos pela exposição de obras feitas em Lego chamada The Art Of the Brick do artista norte-americano Nathan Sawaya.

O Museu criado na década de 1922 fica localizado na Praça Marechal Âncora, próximo ao antigo terminal Rodoviário da Praça XV que atualmente foi revitalizado transformando-se numa praça arborizada com bancos espalhados.

A área externa do Museu é arborizada e tem a fachada muito bonita, ficamos encantados com seu estado de conservação.

O Museu abriga exposições permanentes, itinerantes e temporárias, possui loja e bistrô para almoço ou lanches.

Como chegar: metrô estação da Carioca com uns 15 minutos de caminhada até o Museu, táxi, Uber ou carro próprio (lembrando que estacionar no Centro do Rio tem um alto custo).

Agora vamos falar da incrível exposição feita com peças de Lego que ficará até dia 15 janeiro de 2017 do artista norte-americano Nathan Sawaya e  que  as entradas podem ser compradas no local ou antecipadamente pelo site www.ingresse.com

O artista Nathan Sawaya narra em um vídeo logo no início da exposição que é advogado por formação e por muitos anos exerceu a profissão. Ele explica que costumava montar objetos com peças de Lego como forma de relaxar após um dia cansativo de trabalho, mas aos poucos essas criações passaram a tomar outras proporções e carreira a jurídica foi deixada pra trás.

O artista reproduz nessa exposição obras mundialmente conhecidas como O Pensador de Rodin, Monalisa de Da Vinci, O Grito de Edvard Munch, entre outros; Repoduz ainda personalidades como Pelé. Outras peças são criações do próprio artista.  Ao todo, a exposição reúne 80 obras com mais de um milhão de peças de Lego.

A famosa Yellow

Em cada obra, há uma legenda explicativa e o tempo que o artista levou para construí-la. E as melhores legendas ficam por conta das obras criadas através da imaginação do artista, muitas são verdadeiras fontes de inspiração.

Dentre elas destaca-se a Self, uma réplica do artista no qual o mesmo fala da sua história: “Não é fácil dar um salto no escuro. Antes, eu era advogado. Não há de errado em ser advogado, mas sempre soube que havia outro “eu” um “eu-artista” à espreita dentro de mim. Até que um dia decidi liberar o “eu-artista”, desde então não olhei mais para trás.”

E Grasp (amarras) que diz : “Sejam quais forem seus desejos mais secretos, sempre haverá alguém que tente impedi-lo de os alcançar. O grande desafio da vida é encontrar forças para escapar dessas amarras. Criei esta escultura como resposta a todos aqueles que deram um “não”, cara a cara. Queria guardar distancia desse tipo de gente.”

Como dito, além de esculturas incríveis que nos deixam perplexos com a riqueza de detalhes, as legendas são inspiradoras e motivadoras fazendo com que você divirta-se e ao mesmo tempo reflita sobre diversas coisas.

Destaque para maior escultura, um Tiranossauro Rex com 6 metros de altura que utilizou 80 mil peças de Lego, fazendo assim a alegria das crianças e dos adultos que amam esses bloquinhos desde a infância. Estamos incluídos nessa lista, é claro!

Ao final da exposição há uma lojinha que vende produtos da Lego bem como  bancadas com várias peças para as pessoas brincarem de montar.

Endereço: Praça Mal. Âncora, s/n – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20021-200

Telefone: (21) 3299-0324

Bom pessoal, espero que tenham gostado do post e que essas informações possam ajudar. Não esqueçam de assinar o Mundo dos Viajantes para receber as novidades em primeira mão. Se gostou ou tem outra informação para agregar ao post deixe seu comentário. Caso tenha alguma duvida entre e contato e estaremos dispostos a ajudar. Siga também Mundo dos Viajantes no Instagram e Facebook!

 

 

Posts relacionados